Nossa passagem pela capital argentina foi cronometrada. Ficamos exatas 24 horas em Buenos Aires, tempo curto para aproveitarmos todas as atrações da cidade, mas o suficiente para conhecermos a essência da cultura e vida urbana do país.

Buenos Aires (8)
Casa Rosada, sede do governo federal argentino

Buenos Aires atrai milhares de turistas brasileiros todos os anos devido às suas riquezas arquitetônicas e culturais, o famoso tango e restaurantes sofisticados. Tudo isto a preços bem competitivos se comparados com viagens dentro do Brasil, especialmente para as praias do nordeste.

Chegamos na cidade pelo ferry que faz a travessia do Rio da Plata, partindo de Colonia Del Sacramento. Desembarcamos em Buenos Aires no primeiro dia de 2015. Talvez esta data não tenha colaborado muito conosco, já que praticamente tudo (até o Mc Donalds) estava fechado. Mas, o lado bom, foi que pudemos aproveitar as atrações da capital acompanhados de poucos turistas. As ruas estavam vazias, porém quando cruzávamos com um grupo de pessoas, ouvíamos frequentemente o nosso Português. Não tivemos dúvidas de que, definitivamente, os brasileiros invadiram a capital “hermana”.

O Cabildo de Buenos Aires é um edifício histórico, que fica na Plaza de Mayo
O Cabildo de Buenos Aires é um edifício histórico e fica na Plaza de Mayo

Visitamos a Casa Rosada, a Plaza de Mayo, Catedral Metropolitana, Palacio del Congresso, igreja Nuestra Señora de Merced, o obelisco e andamos muito pelas ruas dos bairros Centro, San Telmo, Retiro e Puerto Madero.

O clima em Buenos Aires possivelmente estava diferente do habitual. Além do feriado, a Plaza de Mayo estava sendo preparada para a largada simbólica do Rally Dakar, que ocorreu no dia 3 de janeiro. A grande estrutura que estava sendo montada, bem como alguns manifestantes contra o governo, mudaram o cenário cotidiano que é encontrado pela maioria das pessoas que visita Buenos Aires.

Buenos Aires (9)
Bandeiras protestavam em frente ao palácio governamental

Dinheiro e câmbio na capital

A capital é um bom lugar para você trocar os seus Reais (ou Dólares) por Pesos Argentinos. Se quiser fazer um bom negócio, a melhor opção é o câmbio do “real ou dólar blue” na Rua Florida. Por lá, conseguimos uma cotação cerca de 25% melhor do que nas casas de câmbio oficiais da Argentina e 10% acima da cotação de Montevidéu. Sem dúvida nenhuma, esta é uma estratégia interessante para tornar a sua viagem à Buenos Aires mais barata.  A Rua Florida fica nas proximidades da Plaza de Mayo.

Tivemos problemas para sacar dinheiro nos bancos associados ao Banco do Brasil, como o Link e Banelco. Na internet, não encontramos muitas informações corretas sobre agências do BB em Buenos Aires. Mas conseguimos encontrar um Banco Patagônia que possui um caixa eletrônico do Banco do Brasil (sem saque) e outros caixas de autoatendimento onde conseguimos sacar. Os funcionários também podem ajudar a resolver outros problemas de clientes do Brasil. Então, se tiver algum problema com o BB na cidade, procure o Banco Patagônia que fica na Rua Reconquista, 1071.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here