Um dos pontos altos de nosso mochilão seria a visita ao Parque Nacional Torres Del Paine. Já esperávamos, por sua fama, encontrar um belo parque e boas opções de trekking. Contudo, não imaginávamos conhecer um dos lugares mais bonitos e encantadores do mundo. A cada curva que o carro fazia ou a cada montanha que cruzávamos ao longo das trilhas, descortinavam-se paisagens literalmente de tirar o fôlego. Foi impossível não suspirar sempre que víamos um cenário diferente de Torres Del Paine.

Torres Del Paine (16)
Laguna Azul

A composição de lagos, lagunas e rios, montanhas nevadas e pontiagudas, geleiras, desertos e florestas e as famosas Torres Del Paine tornam o lugar mágico. Só com palavras e imagens não é possível descrever o que sentimos.

O Parque Nacional Torres Del Paine foi fundado em 1959 e possui mais de 227 mil hectares. O principal destaque do parque é a Cordilheira Paine, uma formação que inclui as três agulhas de granito conhecidas como Las Torres Del Paine, os peculiares Cuernos Del Paine, únicas montanhas no mundo com composição contrastante de rochas ígneas, sedimentares e metamórficas e a montanha Paine Grande, com seus mais de 3050 metros de altura. A grande presença de água em todo o parque, o Campo de Gelo Patagônico Sul e a Cordilheira Paine desenvolveram vários ecossistemas. Por conta de sua diversidade de fauna e flora, foi designado como Reserva de Biosfera pela Unesco.

Torres Del Paine (86)
Lago Pehoe e, ao fundo, o Maciço Paine

Logo na chegada, já formos surpreendidos pelo lindo azul do Lago Sarmiento e as torres ao fundo. Assim como nos encantamos com a beleza do Sarmiento, outros lagos e lagunas de diversas tonalidades de águas verdes e azuis, como o Lago Pehoe, a Laguna Azul, a Laguna dos Cines, o Lago Nordernskjold, o Lago Toro e Grey nos maravilharam com toda sua beleza. Outros presentes da natureza que cruzamos pelo caminho foram a Cascata Paine, pequenos rios com águas de geleiras, penhascos, bosques e a fauna local.

Torres Del Paine (2)
Lago Sarmiento

Fizemos no dia em que chegamos no parque a Trilha do Puma, que durou cerca de 3h ida e volta. Nosso objetivo neste trekking era encontrar a maior subespécie desse animal no mundo, que habita as terras de Torres Del Paine. Pelo caminho, encontramos somente alguns rastros dos Pumas, como carcaças de animais mortos. Pelo fato do felino ser um caçador noturno e iniciarmos a trilha bem tarde, tivemos que apressar o passo no retorno, antes que escurece. Ainda que não tenhamos visto o puma, passamos por belas paisagens na companhia amigável de inúmeros Guanacos e alguns Choiques.

Torres Del Paine (35)
Rastros do Puma…

Mas, o especial mesmo, foi o trekking ao Mirador Del Paine. Saímos do Camping Las Torres, onde dormimos, e percorremos um trajeto de cerca de 18km, ida e volta, num total de aproximadamente sete horas. Esta trilha é considerada a segunda em nível de dificuldade dentre as demais do parque. Todo o percurso é muito bonito, com vistas para as geleiras, penhascos, rios e bosques. Mas o melhor estava guardado para o final. Após uma subida exaustante e muito íngreme, nos deparamos com a paisagem mais linda que presenciamos na viagem. A composição de uma lagoa de água límpida e esverdeada com as três agulhas, as Torres Del Paine, nos dava a sensação de chegar no paraíso. É indescritível a beleza deste lugar, vale todo o esforço da subida.

Torres Del Paine (58)
Mirador Del Paine

Vai visitar Torres Del Paine? Temos algumas dicas…

Para quem visita o parque de carro, é possível percorrer quase toda a extensão nordeste, sudeste e sul. Não perca a oportunidade de passar por todas as vias do Torres Del Paine, já que é uma forma de se ter uma visão geral da diversidade de paisagens. Quanto às trilhas, existem dois circuitos tradicionais e de nível avançado: o circuito W, de menor duração, dura entre quatro a cinco dias. Este trajeto realiza os trekkings Mirador Del Paine, Vale do Francês e Lago e Glaciar Grey. Já o circuito O é para os mais experientes e aventureiros, pois possui uma duração, geralmente, de oito a dez dias. O percurso tem este nome pois realiza uma volta completa em torno do Maciço Paine. Encontramos com um brasileiro que estava finalizando o circuito O. Ele nos relatou que considerou o Vale do Francês e o Mirador Del Paine as duas trilhas mais bonitas do parque. Além disso, comentou que seu pior momento foi no Paso John Gardner (noroeste) onde enfrentou uma forte nevasca.

Torres-del-Paine-Circuito-Trekking
Imagem: http://mydestinationanywhere.com/

Para quem quer fazer trilhas mais curtas, o parque também oferece opções como a Mirador Cuernos, a trilha do Puma, a Mirador Ferrier, entre outras. A maioria com cerca de duas a três horas, ida e volta. Em toda a parte de trilhas do parque, há hospedagens e campings que também alugam equipamento para acampar. Não tivemos dificuldade para encontrar vagas. A entrada no Torres Del Paine é paga e é possível usá-la para visitar o parque mais de um dia ou para permanecer hospedado.

Demos muita sorte e pegamos um tempo ótimo nos dias que ficamos em Torres Del Paine. Mas a região possui um tempo muito instável, por isso, se você está com o tempo contado, veja a previsão antes da visita.

O período que ficamos em Torres Del Paine foi suficiente para nos encantarmos com sua beleza, mas curto para realizarmos um dos circuitos tradicionais de trekking. Ficamos com o gosto de quero mais e pretendemos, em um futuro próximo, retornar para nos aventurarmos pelo circuito O.

18 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia! Encantada com a descrição e viagem de vocês! Acham possível que ma criança de 9 anos consiga fazer o trajeto até o Mirador del Paine? Mito obrigada! Abs., Helena

    • Olá Helena, tudo bem?
      É um prazer receber o seu contato no Terra Adentro!
      Então, o trekking até o Mirador del Paine, ida e volta, é algo em torno de 8h, sendo umas 5h para subir e umas 3h para descer.
      Bom, acho o trekking um pouco pesado, com subidas bem íngremes! Uma opção, caso percebam que o trajeto está muito pesado, é acamparem no Refúgio Chileno, que fica praticamente no meio do caminho! Não sei bem o valor que cobram, nem se precisa reservar com antecedência, mas é uma alternativa para dividirem o trajeto ao meio.
      Temos certeza que vocês ficarão encantados com o trekking e com a paisagem! É simplesmente inacreditável!
      Esperamos ter ajudado um pouco no planejamento de vocês!
      Abraços dos amigos, Henrique e Sabrina.

    • Olá Fabiana! Realmente, Torres del Paine é um lugar incrível! Qualquer um que por lá se aventure, fica impressionado com suas belezas! Muito obrigado por ser nossa companheira no Terra Adentro. Grande abraço dos amigos, Henrique e Sabrina.

  2. Olá Terra Adentro! pretendo ir conhecer torres del paine em março de 2016, e vou alugar um carro para conhecer o parque durante três dias. Fiquei feliz ao ver os lugares incríveis que vocês visitaram mesmo percorrendo boa parte de carro. Só fiquei com uma duvida: o lago grey não é acessível de carro?

    • Olá Gracy Kelly! Tudo bem? É um prazer receber seu comentário no Terra Adentro. Sobre o Lago Grey, é possível acessá-lo de carro, sem problema algum. Com certeza aproveitará muito do parque, principalmente estando de carro! O que precisar conte sempre conosco! Abraços, Henrique e Sabrina.

    • Oi Zuleica! Nós fomos no mês de janeiro, uma boa época para fazer trilhas e percorrer o parque. Normalmente, nos meses de maio a setembro, o parque costuma fechar suas trilhas devido às fortes nevascas que atingem a região! Abraços, Henrique e Sabrina.

  3. Oi,

    estou querendo visitar. Gostei muito dos pontos que vc mostrou nas fotos.
    1) Vc tem um mapinha onde marcou a trilha que vc fez?
    2) Vc fez o circuito W normal?
    3) De carro? ou só caminhando? caminhando + carro?
    4) com uma agência ou vc que montou o roteiro e foi com o mapa na mão?
    5) Custo total da viagem?

    Valeu!!!

    • Olá Zuleica! Muito obrigado por participar do Terra Adentro. Vamos às suas perguntas: 1) e 2) Pois, então, nós não fizemos todo o circuito W por falta de tempo. Fizemos apenas a parte leste do circuito W, chamada de Trilha do Mirador del Paine! Sem dúvida alguma, um dos lugares mais bonitos de todo o parque. 3) Estas trilhas são feitas caminhando apenas, porém todo o parque é acessível por estradas, o que facilita seu deslocamento para conhecer os inúmeros pontos que existem por lá. 4) Nós fizemos todo o trajeto por conta própria. Na entrada do parque, eles te darão um mapa do Torres del Paine. Através deste mapa é possível percorrer todo o parque, conhecendo os pontos de maior interesse. 5) As hospedagens ou campings no Torres del Paine são bem caras. Prepare um orçamento de uns R$400,00 por dia, caso visite somente o parque. O que precisar conte sempre conosco. Abraços, Henrique e Sabrina.

  4. Ótimo relato ! muito detalhado e paisagens de tirar o fôlego mesmo… rs queria só tirar uma dúvida com vcs, é possível fazer algum percurso dentro do parque, uma visão geral melhor dizendo, de carro próprio, num passeio independente de agências de turismo ? pretendemos conhecer o parque no final do ano em um mochilão, e como vcs também não dispomos de muito tempo para fazer os circuitos W ou O, infelizmente…

    • Olá Vivi! Que bom ter a sua participação no Terra Adentro. Com certeza é possível, sim! O Parque Torres del Paine, em geral, tem algumas sinalizações para os automóveis. Além disso, o mapa do Parque que receberá na entrada, te fornecerá uma boa orientação para não se perder nas estradas que cortam o incrível Torres del Paine. Não há nenhuma necessidade de contratarem qualquer agência. Podem fazer todo o passeio, quantos dias ficarem por lá, por conta própria. Tenho certeza que vocês aproveitarão ainda mais desta forma! Aproveitem bastante por lá, pois o lugar é indescritível! Grande abraço, Henrique e Sabrina.

      • Maravilha !!! Gostamos mais de passeios independentes e que bom ter pessoas como vcs que já foram e que podem nos auxiliar na parte do planejamento agora ! Obrigado pela pronta resposta e parabéns pelo site !!! Muitas dicas ótimas !!! Valeuuu

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here