Partimos de Recife em direção à capital paraibana no primeiro dia de 2016. Chegamos em João Pessoa no começo da tarde e a cidade estava quase deserta. Aproveitamos o pouco movimento e fomos direto para o Centro Histórico.

Paraíba (156)
Centro histórico de João Pessoa

As construções de época e a tranquilidade do dia nos deu a sensação de ter voltado no tempo. Nossa principal visita foi ao Convento de Santo Antônio, o qual é declarado Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Sua construção teve início em 1589, quatro anos após a fundação de João Pessoa.

Esta Igreja possui imensa riqueza de pinturas, imagens sacras e arquitetura. Em sua história, já foi ocupada por holandeses no século XVII, ampliada pelos Franciscanos que construíram boa parte de sua estrutura, sendo hoje conhecida como Centro Cultural de São Francisco.

Paraíba (109)
Interior da Igreja de São Francisco

Gostamos muito do Centro Histórico de João Pessoa, mas infelizmente, como acontece em outros no Brasil, várias de suas construções estão mal preservadas.

Saímos da parte antiga da capital para assistir ao famoso pôr do sol às margens da praia do Jacaré. Para chegar lá, cruzamos o Início da Rodovia Transamazônica, nos deixando com um gostinho na boca para uma próxima viagem.

Às margens do Rio Paraíba, todos os fins de tarde, um famoso saxofonista local toca o Bolero de Ravel em uma pequena canoa, dando uma trilha sonora ao pôr do sol. É um espetáculo muito bonito que atrai inúmeros visitantes.

Paraíba (476)
Momentos finais do pôr do sol. Um belíssimo espetáculo

Além deste evento, não deixe de visitar as feirinhas de artesanatos que ficam a beira-rio, que possui grande variedade, com um dos preços mais baratos do nordeste. Aproveite para comprar suas lembrancinhas por lá.

Paraíba (256)
Produtos típicos na feirinha de artesanatos

Assim, o sol se pôs e com ele nos despedimos de João Pessoa e da simpática Paraíba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here