Uma das situações mais desafiadoras da fotografia e que exige grande habilidade dos fotógrafos são cenas que se encontram contra a luz. Fotografar aquele belo pôr do sol ou nascer do sol, capturando todas as cores e texturas da paisagem costuma ser uma tarefa nada fácil.

extremos5 (1 de 1)
ISO 100, f/11, 1/50, 50mm de distância focal. Canon 5D Mark III, objetiva 24-105mm f/4.0.

Normalmente, quando tiramos uma foto do pôr do sol, o resultado costuma ser o céu muito colorido e vivo, enquanto a superfície fica muito escura. Quando tentamos clarear a superfície, o resultado é o céu estourado. Qual a melhor forma de equilibrar estes dois cenários?

A melhor alternativa neste caso é usar um filtro de densidade neutra gradual. Com o uso dele, o ideal é posicionar a faixa escura do filtro no céu, enquanto a faixa clara permanece sobre a superfície. Desta forma, quando expor a fotografia, conseguirá clarear a paisagem, preferencialmente superexpondo a imagem, sem que o céu fique claro demais.

Foi com esta técnica e com muita insistência e determinação que conseguimos captar este belo pôr do sol na Chapada dos Veadeiros, em Alto Paraíso de Goiás. Ficamos por horas esperando o momento certo e procurando um primeiro plano que construísse a composição que desejávamos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here