1 Não existe uma época ideal para visitar o Atacama.

Nos meses de dezembro a março, costuma chover nos altiplanos da cordilheira, o que pode fechar alguma estrada e prejudicar certos passeios por conta de deslizamentos de terra. Contudo, no meio do ano, a temperatura à noite é muito baixa e neva com bastante frequência nas regiões mais altas. São dois períodos completamente diferentes, contudo você aproveitará bastante do Atacama em ambas as estações.

2A amplitude de temperatura é muito alta no Atacama. Assim, normalmente os dias são quentes e as noites são frias.

Desta forma, leve roupas leves, mas também roupas e casacos mais pesados. Leve em sua mala roupas de banho e bastante protetor solar, pois poderá aproveitar as águas termais e flutuantes que existem no Atacama.

3Se você gosta de mais liberdade para explorar o seu destino de viagem, uma boa opção é alugar um carro em Calama e seguir para San Pedro.

Não necessita alugar um 4X4, pois a maioria das estradas estão em ótimas condições.

4Em San Pedro existem as mais diversas opções de pousadas, hostels, campings e hotéis de luxo.


Se possível, escolha uma hospedagem que se localize mais próximo à Calle Caracoles, que é a rua principal de comércio e de restaurantes de San Pedro.

5Faça os passeios para as regiões de altitude sempre pela manhã.

6A tarde o tempo em lugares como as Lagunas altiplânicas, Gêiseres del Tatio, Salar de Tara costuma ser muito instável, inclusive com fortíssimas tempestades de raios.

7Nas ruas que cruzam a Caracoles existem opções mais baratas de alimentação. Por algo como 10 mil pesos chilenos, você encontrará uma boa refeição para duas pessoas.

8Prefira fazer passeios de bicicleta pela manhã, pois o sol está mais ameno e existem menores chances de se deparar com fortes tempestades de areia.

O Vale da Lua, o Vale da Morte e a Cordilheira de Sal são bons destinos para ir pedalando.

9No período de dezembro a março, dificilmente terá dias com o céu limpo.

Se deseja observar o céu incrível do Atacama, prefira viajar de abril a outubro, quando há menores chances de excesso de nebulosidade.

10San Pedro se localiza a cerca de 2.300 metros de altitude.

Assim, para se precaver quanto aos efeitos da altitude, seja na cidade ou nas regiões do entorno ainda mais altas, tome sempre o Chá de Coca e leve algumas balinhas de coca na mochila. Caso continue se sentindo mal, a melhor opção será mascar a folha de coca, que, normalmente, é infalível.

11O Ojos del Salar é um lindo destino para desbravar o Atacama sem gastar um tostão sequer de entrada.

12Não deixe de experimentar os deliciosos croissants de diversos sabores da Franchuteria.

Esta é uma pequena padaria administrada por um francês que se mudou para a cidade. Os pães e croissants são simplesmente deliciosos.

13Em qualquer estrada no meio do Atacama, terá sempre um lindo pôr do sol à sua espera.

14Existem passeios de 4 dias e 3 noites que saem de San Pedro do Atacama e vão até o Salar de Uyuni, na Bolívia.

É uma ótima opção para você conciliar dois incríveis destinos em uma só viagem.

15Não deixe de conhecer de perto os belíssimos flamingos-andinos na Laguna Chaxa.

16O pôr do sol no Vale da Lua e na Cordilheira de sal são imperdíveis, apesar de o Vale da Lua ser muito concorrido neste horário do dia.

Já está de malas prontas? Clique aqui e confira outras dicas sobre o Deserto do Atacama!

2 COMENTÁRIOS

  1. Sempre nos ajudando com suas experiências fantásticas. Já estão me convencendo a conhecer Uruguai, Argentina (Ushuaia) subindo a carretera austral. Mas são só rabiscos ainda.

    Um forte abraço amigos.

    • Olá amigo Paulo Gontijo, tudo bem?
      Que bacana que este grande projeto está se tornando uma realidade, Paulo! =) Conte com nosso apoio sempre, amigo!
      Temos certeza que ficarão encantados pelo Uruguai, Argentina e Chile, especialmente pela região da Patagônia!
      Bom, quaisquer outras dúvidas que surgirem, não deixem de nos escrever!
      Abraços dos amigos,
      Henrique e Sabrina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here