O nosso primeiro destino no Equador foi muito além de tudo que poderíamos imaginar.

Partimos da fronteira do país com o Peru e os mais de 200 quilômetros até Cuenca foram em estradas muito isoladas e deteriodas. Quase cinco horas depois, chegamos na entrada da cidade e logo nos dirigimos para o Hotel San Rocke House, que havia fechado uma parceria fotográfica conosco.

Paramos o carro e poucos segundos depois, fomos abordados por um homem, carregando uma máquina fotográfica.

Muito entusiasmado com o Mochileiro, o Santiago Garcia, também proprietário de uma Land Rover Defender 110, nos contou que ele é o fundador do Foto Club Cuenca. Afinidade maior seria impossível!

E pra finalizar a nossa primeira noite no Equador com chave de ouro, naquele exato dia e hora que desembarcamos em Cuenca, haveria um encontro do Foto Club, coincidentemente no Hotel San Rocke House!

O Santiago logo nos convidou para participarmos do encontro e contarmos um pouco de nossa viagem e de nosso trabalho como fotógrafos.

Passamos uma noite fantástica ao lado de grandes fotógrafos, surpresos e muito felizes com a acolhida mais carinhosa que recebemos nestes cinco meses de viagem.

No dia seguinte, o Santiago, nosso amigo do Foto Club, nos ligou e se ofereceu gentilmente para nos acompanhar aos principais atrativos do Centro Histórico de Cuenca. Felicidade maior seria impossível! Combinamos com ele e, pouco tempo depois, já estávamos a caminho de seu encontro.

Considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o Centro Histórico de Cuenca é fascinante. A sua arquitetura, em estilo Colonial, faz desta uma das cidades mais lindas da América do Sul.

Ficamos encantados com as Igrejas e com as demais construções do centro histórico, que impressionam por sua grandiosidade e conservação.

A nova Catedral da cidade, construída exatamente do lado oposto à antiga Catedral de Cuenca, é espetacular. A sua construção iniciou em 1885 e durou por quase 100 anos, até que a ficasse pronta. O resultado é fantástico. Sem dúvida alguma, mais um dos vários motivos que levaram a cidade a ser considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Outra característica marcante de Cuenca são os lindos jardins que enfeitam a cidade. Por todos os cantos que andamos, cruzamos por canteiros lindos e muito bem cuidados.

Contudo, como sempre nesta longa jornada pelo mundo, quando começamos a nos acostumar e a gostar de um lugar, nos lembramos que temos que seguir em frente.

Cuenca, que grata surpresa. Nos espere, pois algum dia voltaremos!

4 COMENTÁRIOS

    • Olá Wellington, tudo bem?
      É um imenso prazer receber a sua mensagem no Terra Adentro!
      Muito obrigado pelo carinho e pela companhia nesta longa jornada pelo mundo!
      Que DEUS guie todos os nossos passos, hoje e sempre!
      Abraços dos amigos,
      Henrique e Sabrina.

    • Olá querida Lourdes, tudo bem?
      Muito obrigado pelo carinho e por sua companhia super especial nesta longa jornada pelo mundo! =)
      Beijos dos amigos,
      Henrique e Sabrina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here