O nosso último destino por terra na Colômbia, e também na América do Sul, reservava grandes momentos para nós.

Depois de quase seis meses que saímos de casa, em Minas Gerais, receberíamos a nossa primeira visita na estrada.

A família do Henrique já estava se organizando para passar alguns dias conosco na caliente e colorida Cartagena das Índias.

As fachadas floridas e coloridas de Cartagena das Índias.

As mais de 14 horas de viagem entre Medellín e Cartagena foram um suplício, mas não poderíamos nos atrasar de forma alguma.

No dia seguinte, bem cedo, já estávamos no aeroporto à espera da Mãe e da Avó do Henrique, que viriam alguns dias antes do Pai dele. O nosso reencontro foi muito emocionante e não tínhamos como esconder a felicidade em recebê-las, depois de tanto tempo longe da família.

Os nossos dias em Cartagena foram incríveis e marcaram muito as nossas vidas.

Desta vez, tivemos que abandonar o Mochileiro por alguns dias e ficamos em um apartamento alugado no bairro Castillo Grande, que oferecia tudo o que precisávamos para passar duas semanas de volta à “vida normal”.

De fato, o Centro Histórico de Cartagena das Índias nos encantou. Considerado Patrimônio Mundial pela Unesco desde 1984, o emaranhado de ruas e de fachadas floridas tornam cada passeio completamente diferente do outro.

Contudo, a parte mais surpreendente fica por conta dos imensos muros que “protegem” e isolam o Centro Histórico do restante da cidade. Do alto destes gigantes muros, a vista para a Cidade Amuralhada, como também é chamado o Centro Histórico, e para o oceano atlântico é indescritível.

Tomar um singelo café, do alto dos muros, assistindo ao pôr do sol, é um programa imperdível na Cidade Amuralhada.

Cada dia que voltávamos ao Centro Histórico descobríamos algo que ainda não tínhamos conhecido. Contudo, em todos estes dias, não perdíamos por nada os pores do sol do alto dos muros. Dia sim e outro também, estávamos lá, contemplando este momento mágico e já imaginando os nossos próximos destinos, em terras não tão distantes dali, na América Central.

Não perdíamos por nada também as frutas deliciosas que as famosas Palenqueras vendem no Centro Histórico. Aliás, estas mulheres colombianas tradicionais, colorem e enchem a cidade murada de alegria. É impossível resistir aos encantos de suas roupas super coloridas e da peculiar simpatia com que nos recebem.

A simpática Palenquera e suas roupas extremamente coloridas.

Além de grandes riquezas históricas, Cartagena também oferece paisagens naturais incríveis, dentre elas a paradisíaca Playa Blanca.

Sempre sonhávamos conhecer as praias do mar do Caribe. E esta hora tão esperada estava chegando!

Logo que avistamos a Playa Blanca, as águas claras e esverdeadas brilharam frente aos nossos olhos, como se contemplássemos verdadeiros diamantes. O nosso primeiro contato com as praias do Caribe foi sensacional. Este dia, foi difícil largar as águas quentinhas da praia e retornar para Cartagena. Desde os tempos de infância que não ficávamos tanto tempo dentro d’água, tamanho o desejo que tínhamos de conhecer estas belas praias.

Entretanto, o nosso objetivo de visitar Cartagena não era somente conhecer o seu incrível Centro Histórico e explorar as apaixonantes praias do Caribe. Era desta cidade que embarcaríamos o nosso carro em um contêiner rumo ao Panamá, já que não existe uma estrada que interliga a América do Sul com a América Central. Organizamos todos os detalhes e já preparávamos a nossa ida para a Cidade do Panamá, de avião.

Deste porto, partem os navios rumo ao Panamá, nosso próximo destino na viagem.

Mais uma vez, tivemos uma clara demonstração que, uma longa viagem pelo mundo, é feita essencialmente de chegadas e partidas. Todos os dias, inexoravelmente, conhecemos e nos despedimos de pessoas, lugares, culturas e paisagens. Desta vez, chegara a hora de nos despedirmos da família do Henrique, que tanto nos alegrou e preencheu longos dias de felicidade.

Nosso último dia com a família do Henrique.

Assim, também, já começávamos a nos despedir da América do Sul que, por incríveis 195 dias, nos proporcionou experiências que nunca antes havíamos sentido na vida.

Muito obrigado, América do Sul! Chegava a hora de seguir viagem e iniciar uma nova etapa em nossa Volta ao Mundo de carro.

Dicas para quem vai visitar Cartagena

  • Alguns bons lugares para se hospedar em Cartagena são os bairros de Castillo Grande, Bocagrande e El Laguito, já que estes oferecem ótimas opções e com preços menores que o Centro Histórico.
  • Planeje as suas hospedagens com certa antecedência, pois a cidade é movimentada durante todo o ano.
  • Não deixe de tomar um cafézinho, na mais famosa cafeteria, que fica no alto dos gigantes muros, de frente para o mar.
  • Os pores do Sol na cidade murada são imperdíveis.
  • O calor em Cartagena, certos meses do ano, pode ser insuportável. Assim, o melhor é programar os seus passeios no Centro Histórico ao fim do dia, quando o sol está mais ameno.
  • Não deixe de se proteger do intenso sol de Cartagena.
  • Programe a sua ida à Playa Blanca o mais cedo possível e durante a semana (se couber na sua programação), pois encontrará a praia muito mais exclusiva, já que diversos tours desembarcam por lá durante a tarde.
  • Existem opções de hospedagens na Playa Blanca, caso você decida passar alguns dias por lá.
  • Não deixe de conhecer o Museo do Oro, o Castillo de San Felipe e a Iglesia de San Pedro Claver.
  • De Cartagena partem inúmeros barcos diariamente rumo às Ilhas do Rosário.
  • Sempre negocie descontos com os vendedores, pois eles já elevam os preços esperando que os clientes irão pechinchar um pouco.
  • Sempre negocie os preços das corridas com os táxis antes de entrar no carro, pois já ouvimos relatos de viajantes que tiveram que desembolsar grandes quantias, já que em Cartagena não se usa o taxímetro.
  • Uma boa opção é usar o Uber, que costuma ser até mais barato (e com serviço infinitamente superior) aos táxis da cidade.
  • Praticamente não existe água aquecida nos chuveiros em Cartagena, apesar do intenso calor. Assim, é melhor se preparar para tomar banhos frios certos dias.
  • Um restaurante com ótimo custo/benefício é a rede Crepes & Waffles, que se localiza no Centro Histórico.

2 COMENTÁRIOS

  1. Assim como foi Torres del Painéis pra vcs, esse é o meu destino pra voltar. Ficamos na cidade muralhada e fizemos tudo que descrevem. Também alugamos bicicletas pra passear pelas ruas incríveis. Mágico e inesquecível.

    • Olá amigo, Luis Fernando Gigena, tudo bem?
      Nossa, realmente a cidade de Cartagena é encantadora, principalmente o seu Centro Histórico tão vivo e colorido e suas praias do Caribe fascinantes!
      Um destino que deixa recordações inesquecíveis! 🙂
      Grande abraço dos amigos,
      Henrique e Sabrina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here