Já passamos por muitas estradas desafiadoras na viagem. Estradas ao lado de precipícios, estradas acima de 5 mil metros de altitude, chuva pesada, chuva de granizo, chuva de insetos. Mas, definitivamente, essa estrada na Colômbia se superou!

Este foi o trajeto entre as cidades de Popayán e Neiva, no Sul do país. Resolvemos escolher uma rota alternativa para chegar à Capital, Bogotá. Quando decidimos o roteiro, não imaginávamos o quão alternativa seria.

A estrada fica bem no meio na Selva Colombiana, em uma região super isolada, com pouquíssimas casas e quase nenhum movimento.

É verdade que adoramos viajar com liberdade em lugares mais desertos. Estávamos morrendo de saudades de dirigir em uma estrada só para nós. Entretanto, a Colômbia pode não ser o país mais indicado para isso, pois ainda possui regiões com a presença de guerrilha, mesmo com os recentes e significativos avanços no acordo de paz entre as FARC e o governo colombiano.

Mesmo assim, não podemos negar que esse friozinho na barriga tornou a viagem ainda mais emocionante. Até então, tudo bem! O que fez esta estrada ser a mais perigosa da viagem, até agora, foram os incríveis desastres que a chuva causou na região.

Vocês não têm ideia da quantidade de deslizamentos de terra e rochas que tivemos que desviar na estrada. E não eram quaisquer rochas não, eram rochas imensas! 

Fora isso, a estrada estava completamente tomada pela lama, que nos forçou a usar o 4×4 diversas vezes. Outra vezes, passávamos rezando ao lado de um asfalto que cedeu e nos deixou prensados entre um barranco desabando e um abismo.

Um dos pontos mais tensos deste trajeto foi quando cruzamos com um carro que, há apenas 5 minutos, tinha sido soterrado por uma avalanche de terra. Paramos para ajudar os dois homens, mas a chuva torrencial impedia que continuássemos o trabalho.

Seguimos viagem e, logo mais à frente, pedimos reforço à polícia local, que prontamente seguiu para ajudar estes dois homens.

Enfim, esse foi um desafio e tanto para nós, que serviu de lição para tomarmos mais cuidado quanto às próximas estradas alternativas que vamos pegar!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here