De fato, a nossa roadtrip pela Escócia começou quando deixamos Edimburgo para trás. A capital escocesa nos causou arrepios e nos deixou boquiabertos com as suas construções medievais e com o seu clima sombrio, porém não víamos a hora de voltarmos ao nosso habitat preferido, a natureza.

Pelas Highlands da Escócia.

E o norte da Escócia, comumente batizado de as Highlands ou as Terras Altas, é um cenário perfeito para quem busca paisagens naturais incríveis, aliadas à história antiquíssima dos povos que habitavam estas terras séculos atrás.

A nossa viagem pelas Highlands começou debaixo de muita chuva e de um tempo simetricamente nublado. Em nossos primeiros quilômetros pelas Terras Altas do país tivemos a exata noção de como o clima na Escócia é instável e cinzento. Pesquisando melhor sobre o assunto, fomos descobrir que, no país, em média, somente 39 dias por ano são ensolarados. Assim, viajar acompanhado de um belo dia de sol é uma proeza que poucos podem desfrutar.

Contemplando um dos muitos entardeceres dramáticos pela Escócia.

Em nosso primeiro entardecer pelas Highlands, cruzamos por paisagens épicas, montanhas completamente cobertas de gelo e por casinhas isoladas em meio ao cenário selvagem do norte, contrastando com o passado glorioso e pujante destas terras, que teve o seu declínio a partir da Revolução Industrial, a qual impulsionou os moradores rumo às grandes cidades.

As casinhas isoladas das Highlands escocesas.

Da janela do carro, contemplávamos estas paisagens com um forte sentimento nostálgico, em sintonia com o clima sombrio que fazia neste fim de tarde.

Em nosso segundo dia pelas Highlands, após uma noite de ventos descomunais em Fort William, seguimos o caminho em direção ao nosso principal destino na Escócia: a Ilha de Skye.

Entretanto, antes de cruzarmos a ponte que separa a Escócia continental da Ilha de Skye, nos deparamos com um dos cenários mais peculiares das Highlands, o Castelo de Eilean Donan.

O Castelo de Eilean Donan.

Construído em uma pequena ilha no Loch Duich, ou Lago Duich, a oeste das Terras Altas escocesas, o castelo original foi erguido no início do século XIII, como uma defesa contra as constantes invasões Vikings.

Até hoje, a construção é um dos símbolos da Escócia e, sem dúvida alguma, um dos castelos mais cênicos do mundo.

Ficamos contemplando o Castelo até as luzes do pôr do sol darem as caras, quando nos demos conta de que ainda tínhamos muita estrada até Portree, o maior vilarejo da Ilha de Skye.

A nossa passagem pelas Highlands escocesas estava apenas começando, pois ainda voltaríamos para conhecer a capital das Terras Altas, a cidade de Inverness, e um dos lagos mais míticos do mundo, o Lago Ness, provável habitat do temido e lendário Monstro do Lago Ness.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here