Paramos alguns dias em Whitehorse, a única cidade do selvagem e inabitado estado do Yukon, para nos abastecermos de provisões para os próximos dias de estrada.

Seguindo ao sul, chegamos em Watson Lake. Lá se encontrava uma peculiar floresta de placas, que abrigava o registro de viajantes de todos os cantos do mundo.

Encontrar o seu cantinho para fincar uma placa e exibir a conquista de cruzar a Alaska Highway, é uma tradição que começou décadas atrás. Caminhar por entre esta curiosa floresta nos fez viajar em pensamentos. Quantas histórias estariam por trás de cada placa! Quem foram aquelas pessoas, o porquê estavam ali e quais desafios enfrentaram até chegar em Watson Lake?

Passamos um dia inteiro preparando a nossa, procurando a madeira ideal e aprendendo técnicas de talhar para, enfim, chegarmos a um bom resultado final.

Ali, junto a outros viajantes, deixamos a nossa placa, o nosso registro desta história inesquecível em nossas vidas, que foi alcançar os extremos sul e norte do continente americano.

2 COMMENTS

  1. Maravilhoso as suas conquistas, e sim sempre deixando as suas marcar para que outros sigam os seus caminhos e se inspirem nas suas aventuras um grande abraço que vocês tenham um lindo NATAL e um maravilhoso ano com muitas aventuras e conquistas, e estarei sempre orando e seguindo cada aventura.

    • Muito obrigado pelo carinho e pela companhia sempre, grande amigo Júlio César! 🙂
      Um feliz e abençoado 2018 para você e toda a sua família!
      Um grande abraço dos amigos,
      Henrique e Sabrina.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here