Ah, a Escócia!
Se alguém nos contasse que logo no segundo país do Terra Adentro na Europa ficaríamos tão fascinados assim, não acreditaríamos.

O Neist Point Lighthouse, na Ilha de Skye.

Quando saímos do Canadá e deixamos o Mochileiro em um navio, começamos a pesquisar quais seriam os melhores destinos para visitar sem o nosso carro.

Confessamos que escolhemos a Escócia por dois motivos: por estar situada em uma ilha, sendo, portanto, mais difícil de chegar aqui com o Mochileiro. Além disso, a Escócia não faz parte do Espaço Schengen, um tratado que reúne a maior parte dos países da União Europeia e limita a entrada de brasileiros turistas por apenas 90 dias a cada seis meses. Sendo assim, na Escócia não gastaríamos o nosso visto no Schengen.

De uma certa forma, pesquisamos pouco sobre o país e o deixamos nos surpreender. Muitas vezes isso acontece na viagem, apontamos para um lugar no mapa e seguimos em sua direção, sem sequer ver ao menos uma fotografia do destino.

Ah, a Escócia! Edimburgo foi logo uma surpresa, pois nos encantou tanto que não deu vontade de ir embora, mesmo nós que não somos lá tão chegados em cidades grandes.

New College Edinburgh, um dos lugares mais estonteantes da capital escocesa.

As Highlands, então, nos fizeram sentir uma liberdade inimaginável em território europeu. Com poucos turistas, aproveitamos os lagos, as montanhas nevadas, as cachoeiras e castelos quase que somente para nós.

Cenários típicos das Highlands Escocesas.

Na Ilha de Skye fomos abençoados por dias tão lindos, que vimos os moradores locais em êxtase com o tempo ensolarado.

Fim de tarde belíssimo na Ilha de Skye.

Até logo, Escócia! Ainda temos muitos países para conhecer no Velho Continente. Este, aventureiros e aventureiras, foi só o começo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here